Afinal, como convencer sua empresa a investir em capacitação?

By 9 de março de 2017Gestão de pessoas

Na teoria, todas as empresas tem uma política positiva sobre investir e desenvolver pessoas. Afinal, nenhuma empresa gostaria de assumir ser um ambiente hostil ao conhecimento, educação e progresso de seus colaboradores.

Mas, convenhamos: na prática nem sempre é assim. Pode ser difícil convencer a empresa a investir em treinamentos. E Isso é frustrante para quem atua com gestão de pessoas. Existem inúmeros motivos que levam a esse problema, mas não importa a situação da sua empresa, de uma forma ou outra eles podem ser resumidos em duas causas raíz: falta de prioridade ou falta de recursos.

A seguir, abordamos como contornar esses dois problemas e convencer sua empresa a investir em capacitação.

Lidando com a falta de prioridade

Se a empresa é reticente quando você apresenta uma ideia de capacitação, se os projetos não andam e aquelas reuniões impossíveis de serem agendadas acabam não dando nenhum resultado, pode ser que você esteja lidando com a falta de prioridade.

Nesse caso, você precisa sensibilizar as partes envolvidas: como elas ganham se a sua ideia for aplicada? Isso ajuda a atrair apoio. Em um passo seguinte, você deve demonstrar como a empresa ganha se a ideia for aplicada. Isso ajuda a gerar consenso entre aqueles que foram atraídos.

Para conseguir essas informações, identifique os objetivos primários do seu treinamento e como eles irão se relacionar com outros desdobramentos. Por exemplo, um treinamento de integração de novos colaboradores pode diminuir as dúvidas que são submetidas ao RH sobre obtenção de benefícios e plano de saúde. Como consequência, menos horas são gastas em apoio ao colaborador, aumentando a produtividade da área.

Lidando com a falta de recursos

Falta de recursos não é exclusividade de épocas de recessão. Afinal, para a empresa ter lucro, ela sempre precisa fazer mais com menos. Ou seja, o uso de recursos limitados é um tema sempre existente.

Se esse é o problema do seu projeto, sugerimos você encarar os números de frente. Uma grande vantagem das ações de capacitação é o poder de prevenir perdas, reduzir desperdícios, aumentar a produtividade. Faça um cálculo entre as perdas anuais que a falta do seu treinamento está causando à empresa e associe com o custo para sua implementação. Faça as contas e use os dados para apoiar o seu argumento.

Outra vantagem: quando se trata de capacitação online, os números estão ao seu lado mais ainda, afinal o custo de investimento inicial se dilui ao longo do tempo. Assim, para tornar sua proposta ainda mais interessante, proponha algum formato de aprendizado digital. Nele, quanto maior o número de alunos, menor é o custo por aluno, o contrário do que ocorre no ensino presencial.

Como mencionado, falta de prioridade ou falta de recurso são problemas que podem se apresentar de diferentes formas de acordo com a empresa. Adapte as técnicas para a sua realidade e se desejar, você também pode combinar elas com o modelo Canvas para projetos e-Learning, uma planilha gratuita feita pela DOCTA que facilita a organização das suas ideias.

Lembre-se: nenhuma empresa é perfeita. Utilize as dicas apresentadas, adapte-se ao contexto, e deixe sua marca de forma positiva.

[useful_banner_manager banners=2,3 count=1]
Eduardo Leopold

About Eduardo Leopold

Co-fundador da DOCTA e especialista em aprendizado digital. Desde 2006, ajuda empresas a desbloquear o potencial de seus colaboradores por meio da educação e tecnologia.